Fechar
[contact-form-7 404 "Not Found"]

Personas: o que são e porque você precisa delas para seu negócio

Por staloblog
5 de junho de 2018

O marketing digital não para de surpreender com as suas ferramentas e tendências cada vez mais poderosas. Uma delas é a criação de personas, que proporciona à empresa conhecer a fundo o seu público e aumentar suas vendas.

Ficou interessado e quer saber como as personas podem ajudar na sua comunicação? Então continue lendo o artigo e saiba todas as vantagens e aprenda a criar o seu cliente ideal.

O que é uma persona

O marketing digital tem como um de seus principais objetivos criar um bom relacionamento entre marca e cliente. Para fazer isso, a estratégia utiliza a personalização para que o público se identifique com a marca, fique encantado e volte a fechar negócio.

Ao perguntar sobre o público de uma empresa, certamente você vai ouvir: “mulher, entre 18 a 30 anos, classe C, que mora em Belo Horizonte”. Essas informações são realmente úteis e podem te ajudar a construir o seu público.

Mas é preciso lembrar que cada pessoa tem características, desejos, momentos e gostos distintos. Por isso, colocar todos eles em um mesmo grupo pode não ser a solução ideal na hora de direcionar a sua comunicação.

Nesse cenário, o marketing digital desenvolveu uma ferramenta poderosa: a criação das personas. Elas são construídas a partir de diversas pesquisas e análises no seu público-alvo, gerando o cliente semi-fictício ideal da sua empresa. Dessa forma, você poderá separar o seu público a partir de informações mais aprofundadas e valiosas.

Qual é a diferença entre persona e público-alvo

Com certeza, essa dúvida já deve ter surgido na sua cabeça, o que é super comum, já que, a princípio, personas e público-alvo parecem significar a mesma coisa. Mas a verdade é que as duas são bem diferentes, mas fundamentais para o sucesso da sua estratégia.

O público-alvo representa um panorama mais abrangente de quem é o seu cliente. Nessa parte, é importante saber a faixa etária, o sexo, a localização entre outras informações comuns.

Ex: Homem, 40 a 50 anos, empresário, mora na zona sul de Belo Horizonte, classe A, curso superior completo, casado, 3 filhos e prefere se atualizar através dos canais fechados.

No caso da persona você vai criar características específicas e aprofundadas sobre um determinado público, desde o nome até os seus principais desafios e aspirações. Dessa forma, você conseguirá estabelecer uma segmentação mais próxima, assertiva e eficiente.

Ex: Carla é uma jovem de 18 anos que mora com os seus pais. Ela está completando o ensino médio e passou no vestibular da Faculdade Federal de Minas Gerais, no curso de psicologia. Seus pais acreditam que seria muito caro manter Carla sozinha na capital mineira e, por isso, estão em busca de um apartamento com um preço em conta e próximo à UFMG.

Percebeu a diferença? Enquanto uma oferece informações mais genéricas, a outra traz uma riqueza de detalhes que podem oferecer diversos insights para que você consiga direcionar os seus textos de blogs, o conteúdo de redes sociais, seus materiais ricos e, até mesmo, trazer uma melhora no seu produto.

Mas é preciso lembrar que, para criar uma persona, é fundamental que você defina  quem é o seu público-alvo. Por isso, ambas fazem parte da estratégia de comunicação e vendas do marketing digital.

Por que é preciso criar uma persona

A criação da persona é fundamental para você entender o que o seu público busca e de que forma você pode se aproximar dele. Ao direcionar os seus conteúdos e a sua estratégia de inbound marketing para ele, você poderá prepará-lo, através de conteúdos, até que ele se sinta preparado para efetuar a compra.

Dessa forma, você pode trazer todos os seus esforços para o momento da compra de cada um deles. Assim, o seu time de vendas poderá ter um preparo maior para utilizar os argumentos comerciais apenas para as personas que já se sentem preparadas para comprar.

Veja 4 vantagens de adotar a persona no seu planejamento:

  1. Comunicação personalizada

Essa é uma das principais vantagens de criar uma persona. Além de tornar a linguagem de seus conteúdos adaptada ao estilo do seu potencial cliente, você poderá criar materiais mais aprofundados que seja do interesse dele.

Durante as suas estratégias de inbound marketing, você também poderá definir quem deve receber uma determinada informação ou promoção naquele momento ou não.

Para você entender melhor, vamos dar um exemplo bem comum no dia a dia. A maioria dos apps de viagem oferecem instruções através de e-mail MKT para você ter a melhor experiência com o aplicativo a partir da sua rotina.

Mas não são todas as pessoas da base de leads que irão receber o mesmo tipo de informação. você está em grupo separado para receber esses e-mails. Se a mensagem falasse sobre desconto para quem usar o app para ir embora de uma balada, provavelmente, apenas pessoas que costumam utilizar o app no fim de semana e de madrugada seriam notificadas da promoção.

  1. Saber onde o seu público está

Estabelecer os seus canais de comunicação é fundamental para conseguir fazer a comunicação com a persona. Nem todo mundo que está no Facebook está no Linkedin ou no Instagram.

Por isso, é preciso descobrir onde eles estão e em quais dessas redes você poderá criar um relação de confiança e trazer conteúdos atrativos para a sua persona. Dessa forma, você poderá direcionar os seus esforços para o caminho certo.

  1. Ampliar as vendas

O marketing digital é realmente uma fórmula mágica (só que não). Além de conseguir manter os clientes fiéis a sua marca, a estratégia é capaz de prospectar novos clientes através de conteúdos atraentes.

Por isso, é importante reconhecer o momento de cada potencial cliente para não assustá-lo com o seu discurso e fazer com que ele tenha uma posição negativa quanto a sua empresa.

É preciso entender o funil de vendas e de marketing. Depois é necessário separar cada persona dentro de uma das etapas do funil. Dessa forma, você poderá trabalhar o seu cliente até que ele sinta-se preparado para efetuar uma compra com a sua empresa.

  1. Inovar nos seus produtos

Já pensou que talvez o que você vende não é o que o seu público está buscando? Através de um relacionamento com ele e ao observar o seu comportamento, você poderá dar um novo direcionamento para a sua produção, trazendo um produto que supra todas as necessidades do seu cliente.

Estar antenado é importante para não ficar para trás da sua concorrência. Seu potencial cliente tem acesso à informação e, também, a outras empresas do mesmo segmento que o seu.

O que vai pesar na escolha dele é a sua forma de comunicação e também o diferencial do seu produto.

Diferença entre brand e buyer personas

Antes da gente te ensinar a construir a sua persona através de técnicas essenciais, você precisa entender a diferença entre brand persona e uma buyer persona. Caso contrário, esses dois tipos de perfis podem confundir a sua cabeça e atrapalhar sua estratégia de marketing digital.

Brand persona: é uma personificação da sua empresa. É o registro dos seus valores, da sua missão, do seu segmento e como você deseja ser visto pelos seus clientes e pelo mercado em geral.

Um bom exemplo são as redes sociais da Netflix. A comunicação da marca é incrível e muito próxima da sua persona. É muito comum achar prints das interações entre a marca e o seu público, sempre humanizada, com bom humor e responsabilidade nas pautas sociais.

Buyer persona: é a que está em foco no artigo de hoje. A buyer persona é a criação de um cliente fictício para entender as suas necessidade e ajudar a melhorar a comunicação, estratégias de marketing e até mesmo o produto da  marca.

Como criar uma persona

Agora é hora de colocar em prática tudo o que você aprendeu no blog de hoje. Para criar uma persona, é preciso analisar os diversos tipos de público que você tem e pensar em algumas informações relevantes, como se você fosse criar alguns personagens de livro ou de filme.

Para fazer isso, você pode conversar com os seus atuais clientes e perceber como cada um deles se comporta, seu estilo de vida e o que cada um deles busca. Outra ideia é criar formulários ou fazer uma pesquisa de mercado a partir do seu segmento.

A partir das informações que conseguir, você pode fazer alguns grupos que serão representados por uma persona no final. Conheça as principais:

  • Como é a rotina dela;
  • O que ela deseja para o futuro;
  • Qual a sua personalidade;
  • Seus valores;
  • Quais marcas costumam utilizar;
  • Quais são seus desafios e dores;
  • No que o seu produto poderia ajudar;
  • O que ela busca;
  • Quais são seus principais itens de consumo;
  • Entre outros.

Depois que obter todas as respostas, você poderá criar as suas personas incluindo as informações oferecidas por ela. É importante colocar uma foto ao lado da descrição para humanizar a sua persona.

Faça um texto de um ou dois parágrafos apresentando a sua persona. Dessa forma, a sua empresa vai obter informações que podem ser úteis em outras áreas da sua empresa.

É preciso lembrar que você pode ter mais de uma persona, entre 3 e 5 é o ideal. Um número maior de personas pode complicar a sua segmentação e dificultar a execução da sua estratégia.

Para facilitar ainda mais essa jornada, algumas empresas criaram ferramentas de criação de personas, como a Rock Content e a Resultados Digitais que, em parceria, criaram o Gerador de persona, que pode te dar um direcionamento e ajudar a tornar essa estratégia muito mais eficiente. Você também pode utilizar o Super Persona e o gerador da Maicon Biz.

Criar personas para a sua empresa é fundamental para ter uma estratégia de comunicação eficiente. Por isso, esse trabalho exige cuidado e dedicação durante a pesquisa e criação.

Agora é hora de você colocar tudo o que aprendeu sobre o seu cliente ideal em prática. Se você não tem um blog corporativo, essa é a hora ideal para criar o seu e conquistar o seu espaço na internet. Conheça as vantagens de ter um blog no seu site.