Fechar
[contact-form-7 404 "Not Found"]

O que é marketing social e por que fazer na sua empresa

Por staloblog
5 de dezembro de 2018

Você pode ter o melhor produto e preço do mercado, mas isso não é garantia de venda. Atualmente, não é só isso que o seu cliente está levando em conta na hora de fechar negócio. Seu público está cada vez mais engajado com os problemas sociais. Por isso, deseja ver em você mais do que uma simples empresa: um agente transformador. Nesse cenário, você precisa entender o que é Marketing Social.

Entenda o que é Marketing Social

Ao contrário do marketing tradicional, que tem por objetivo vender a marca ou produto, o Marketing Social visa divulgar uma ideia ou ação para conscientizar sobre, diminuir ou acabar com um problema da sociedade.

Esses desafios podem ser sobre mobilidade urbana, meio ambiente, desigualdade social, homofobia, racismo, proteção animal, saúde, miséria, e muitos outros que fazem parte do nosso cotidiano.

O marketing social é importante para mostrar a posição e as ações da empresa a favor da resolução dos problemas apontados anteriormente. Esse fator é crucial para que o consumidor compre e até se torne um apaixonado pela marca. Mas também pode levá-la à ruína, caso não esteja preocupada com essas questões.

Qual é o principal objetivo desse tipo de marketing

O Marketing Social faz parte no novo jeito de fazer marketing. Se antes o esforço era todo voltado para convencer o público a comprar o seu produto, agora a ideia é conquistá-lo através da jornada de compra e identificação com a marca.

Por isso, o seu consumidor precisa se identificar com a causa que você defende e deve querer fazer parte daquilo de alguma forma. Os interesses comerciais passam a dar lugar às causas sociais.

Quem não é visto, não é lembrado, certo? Mesmo que a sua empresa faça as melhores ações e desempenhe projetos de impacto na sociedade, seu público precisa saber disso e, melhor ainda, comprar a sua ideia e praticá-la também.

Por isso, você deve ter em mente estratégias de comunicação efetivas e informativas. É preciso mostrar o problema, criar ações de curto, médio e longo prazo e incentivar outras pessoas a adotar a ideia. Mas tudo isso deve ser feito com cuidado para não virar oportunismo.

Conheça algumas empresas que já se posicionam

Muitas empresas já entenderam a importância de ir além do objetivo comercial. É preciso ser responsável e contribuir para a construção de uma sociedade mais justa e melhor para se viver. Veja alguns exemplos:

Risü

O sistema de cashback está cada vez mais frequente, e muitos consumidores já o utilizam para ganhar cupons de desconto e receber parte do seu dinheiro de volta ao realizar uma compra.

Pensando nisso, Rodrigo Carneiro criou a Risü, uma plataforma on-line de compra. Ela destina uma parte do dinheiro arrecadado a uma instituição beneficente à sua escolha.

Se você quiser entender mais sobre o projeto, inscreva-se no Café na Stalo até o dia 06 de dezembro e venha bater um papo com ele sobre Marketing Social.

Pedigree

Conhecida pelo segmento de alimentação de pets, a Pedigree criou a campanha “Adotar é tudo de bom”. Essa ação consiste em destinar parte do valor das vendas a mais de 150 ONG’s de proteção animal espalhadas pelo Brasil.

Essas instituições acolhem, protegem e cuidam de animais abandonados. Além disso, a empresa ajuda a incentivar a adoção através das redes sociais, mostrando histórias de sucesso.

Natura

Quem acompanha a Natura sabe que suas campanhas não são nada varejistas. Muito pelo contrário; o marketing da empresa está preocupado em entregar valor ao público.

A sustentabilidade é seu foco principal. Em 2018, foi eleita a empresa mais sustentável do ano, pelo Guia Exame de Sustentabilidade. Um dos seus maiores projetos é o Natura Ekos, no qual são utilizados mais de 14 ativos de biodiversidades brasileiras em sua produção.

Afinal, por que fazer Marketing Social na sua empresa?

A verdade é que envolver a empresa com causas sociais – sejam elas políticas, de saúde, trabalho, educação, entre outras – é uma excelente forma de se aproximar do público.

Além de contribuir com o bem-estar social, a forma como a marca é percebida se torna um grande diferencial para quem busca muito mais do que um simples produto.

Outras vantagens são:

  • Credibilidade;
  • Visibilidade;
  • Fortalecimento de marca;
  • Reconhecimento;
  • Valorização do produto;
  • Equipe engajada;
  • Vantagem competitiva;
  • Aumento nas vendas;
  • Engajamento nas redes sociais.

Quer saber mais sobre o que é Marketing Social? Então Inscreva-se no próximo Café na Stalo até o dia 06 de dezembro, e venha bater um papo com o Rodrigo Carneiro, sócio-fundador da Risü.